HOME    AGENDA    COLUNAS    GATAS    CONTRATE O SITE   CONTATO
Carregando Carregando Carregando

Colunas

» Felipe Vendruscolo e Francini C. Martins
Felipe Vendruscolo e Francini C. Martins
Proprietários do Restaurante Japonês ClickSushi Chapecó. Escrevem sobre as peculiaridades da gastronomia oriental, do tradicional ao cotidiano.
chapeco@clicksushi.com.br
+ artigos de Culinária Japonesa
Maycon Tormen
Automotivo
Maycon Tormen
Leonardo Radin
Chapecoense
Leonardo Radin
Dra. Grasiela Bonfanti
Estética e Saúde Bucal
Dra. Grasiela Bonfanti
Tatiane Alves
Fatos & Relatos
Tatiane Alves
Felipe S. Machado Junior
Josi Vizzotto
Make Up
Josi Vizzotto
Douglas Foschiera
Música Sertaneja
Douglas Foschiera
Clic Notícias
Notícias
Clic Notícias
Ana Paula Bolis Bassani
Rock 'n' Roll Indie
Ana Paula Bolis Bassani
Pahola B. Cassol
Sustentabilidade no dia-a-dia
Pahola B. Cassol
Arthur Rogoski Gomes
Regiane Dalarosa
Tendências em Acessórios
Regiane Dalarosa

Sake, paz e prosperidade (10/09/2012)

Sake, paz e prosperidade
Hoje passei há conhecer um pouco mais sobre uma bebida, ainda pouco apreciada por nós brasileiros, mas de um grande significado para os japoneses. Conhecida como a bebida mais limpa de todo o mundo, é produzida ainda de forma manual, com água pura e cereais selecionados, o que faz com que o sake não cause nenhum tipo de ressaca, sem contar nas inúmeras propriedades benéficas à nossa saúde. O teor alcóolico, que varia entre 15% e 20%, juntamente com o método de fabricação – a fermentação – o faz ser comparado com o vinho, e não à cachaça – destilada – como muitos podem achar. Conta a lenda que o sake foi descoberto por acaso, quando um cidadão esqueceu de tampar o taxo de arroz que cozinhara, o qual acabou mofando. Depois de alguns dias notou que o arroz havia fermentado e transformara-se em uma iguaria muito saborosa, na verdade mais pastosa do que líquida. O que aconteceu foi que o fungo que mofara o arroz transformou o amido em glicose e fermento. Desta fermentação surgiu o sake e não demorou muito para que os produtores divulgassem que a bebida era produzida pelos deuses. É claro que atualmente o processo de fabricação do sake é um pouco mais complexo e envolve desde o polimento dos grãos de arroz, filtragem do mosto, até a pasteurização para matar as bactérias e desativar enzimas que poderiam mudar o sabor e a cor do produto. Diferente do vinho, o sake possui uma data de validade e deve ser consumido novo e fresco. Por outro lado, não há uma regra quando a temperatura para o consumo. Pode ser servido quente, temperatura ambiente, gelado e até mesmo congelado como alguns tipos de sake frozen. Outra classificação importante do sake é quanto há adição ou não de álcool destilado na sua fabricação. O sake honjoso é produzido com acréscimo de álcool etílico destilado, técnica que começou a ser utilizada na segunda guerra mundial para evitar o desperdício de alimento, no caso, o arroz. No sake junmai, também conhecido como sake premium, todo o álcool é produzido através da fermentação do arroz. No Japão, segundo a tradição, bebe-se sake para eliminar as preocupações e prolongar a vida. Costuma-se dizer que o sake é o melhor companheiro da solidão. “Por entre as flores, uma garrafa de sake bebo sozinho, ninguém a me acompanhar.” Assim começam os versos do poeta japonês Rihaku, que dizia beber uma garrafa de sake e escrever mil poemas.
Postado em 10/09/2012 por Felipe Vendruscolo e Francini C. Martins
Clic-Chapeco.com.br - Todos os direitos reservados